top of page

O que se lê em você?


Carta de Priscilla para nós!


"Porque já é manifesto

que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós,

e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo,

não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração."

2Coríntios 3:3




Você consegue imaginar Jesus sentando e colocando algo no papel (ou papiro ou couro)?

Pra mim, uma carta de Cristo não pode ser nada diferente de uma carta de amor.

Nesse texto, Paulo está dizendo que a gente é que é essa carta,

que Cristo nos escreveu e que a gente está por aí pra ser lido e lida por todo mundo.

Mas tem algo de mais especial ainda nisso: fomos escritos e escritas com a letra da Ruah!


Para e pensa um pouco nisso aqui.

Relembra de tudo que vc já ouviu sobre o divino Espírito Santo,

a poderosa Ruah e seu poder de gerar mundos inteiros, novos, fecundos, diversos.

Esse Deus-palavra feminina, mulher grávida que dança sobre o abismo no Gênesis,

gestando vida para parir a realidade da criação,

que faz com que no bater das suas asas as coisas sejam transformadas para melhor.

Olha o poder, a força que tem isso!


Para pra pensar um instantinho nisso:

o lugar mais bonito que seus olhos já viram,

a água mais azul,

a mata mais verdinha,

a poesia que mais te emocionou,

a música que te deixou com os olhos marejados,

a comida mais gostosa que vc já comeu…

essas felicidades todas que a gente tem na vida e que não dependem de dinheiro,

tem um dedo da Ruah nisso tudo e esse tanto de lindeza só comove a gente porque do lado de dentro do nosso peito tem um botão que é ligado pelo deslumbramento, pela boniteza, pela belezura do universo...

E isso é a força imensa do Espírito do Deus vivo.

Você sabe disso? Você sente o gosto disso? Consegue perceber?


Ser uma carta do Cristo escrita pelo Espírito do Deus vivo

é carregar em si esse balaio: de cheiro, de gosto, de sensação...

Esse tanto que a gente recebeu de Deus pra ser gente e não produtos numa linha de produção!

Ser diverso, ser polifônico, ser plural: essa é a riqueza.


A diversidade dos bichos, das plantas, das gentes...olha que maravilha!!!

As pessoas que lêem a carta que sou eu,

não são as mesmas que lêem a carta que é você, entende? Por isso que tem que ter variedade.


As cartas de amor do Cristo,

escritas pela criatividade da Ruah

estão nas tábuas de carne do coração.

Diferente das tábuas de pedra

em que foram dadas as leis de Moisés,

fixas, rígidas, imutáveis,

essas cartas que somos nós

são feitas de matéria mole de carne de coração

e carne de coração é a carne mais bonita que existe.

Por isso que a gente é tudo emocionado.


E você? Já parou pra pensar no que as pessoas lêem na carta ambulante que é você?


Com carinho,

Priscilla dos Reis Ribeiro

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page